Acessibilidade


O direito à acessibilidade para as pessoas com deficiência é fundamental para os direitos humanos, e para o exercício da cidadania, garantindo assim o direito constitucional de igualdade de oportunidades de acesso às informações para todos. Portanto, o Comitê Brasileiro de Clubes segue as recomendações de acessibilidade indicadas para a web.
Por favor, ajuste suas preferências
Verifique se as suas preferências estão ajustadas.
Cores Originais
Alto Contraste
Recursos da Acessibilidade
O Rybená – tradutor de Libras e Voz é uma solução de acessibilidade que usa uma tecnologia de ponta e totalmente nacional. O software possibilita a tradução de textos em português para a Língua de Sinais Brasileira (Libras), além de converter a escrita em português para o idioma falado. Essa ferramenta permite a acessibilidade assistida que facilitará o acesso às informações.

COMO FUNCIONA
  1. Clique nas mãos e/ou rosto (lado esquerdo da página).
  2. Selecione o texto que deseja traduzir.
  3. Aguarde e veja a tradução.
Modais (imagens ou textos que aparecem sobrepostos ao conteúdo do site) e Flash não são utilizados, pois suas características impossibilitam o acesso dessa parte do conteúdo a deficientes visuais. Navegação via teclado, através de teclas de atalho, para que o usuário não precise buscar pelos botões de navegação na tela, podendo concentrar-se apenas na informação.

O menu invisível é o primeiro item de navegação da pessoa com deficiência, possibilitando a esta percorrer as páginas de forma mais objetiva, direcionando-a às áreas de topo, menu e rodapé. Todas as imagens são acompanhadas por uma descrição, garantindo a compreensão do que está sendo retratado.
Aumente ou diminua a fonte
-
+
O usuário também pode utilizar a ferramenta de aumento e diminuição de fonte do próprio browser:

Pressione Ctrl + para aumentar o tamanho da fonte;
Pressione Ctrl - para diminuir o tamanho da fonte;
Pressione Ctrl 0 para que a fonte retorne ao tamanho original.
Cancelar
OK
ou
CBC

Notícias

Página Inicial - Comunicação - Informações - Notícias

Voltar

19/11/2019CBC participa de reunião na Secretaria Especial do Esporte sobre planejamento para Tóquio 2020 e para o ciclo 2020-2024

No último dia 13 de novembro, o Gerente de Competições e Formalização de Parcerias do CBC, Ricardo Avellar, esteve presente em reunião com a Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania e outras entidades para discutir o planejamento para Tóquio 2020 e as preparações do novo Ciclo Olímpico e Paralímpico 2020-2024. Em pauta, como tornar mais eficiente a sinergia entre os entes responsáveis pelo esporte de alto rendimento, de modo que o Brasil possa ser cada vez mais bem-sucedido nos eventos internacionais. Outro objetivo é trabalhar em conjunto na formação de atletas, tarefa desenvolvida principalmente nos clubes que atuam sob o guarda-chuva do CBC.

"Nossa intenção com essa reunião é convergir as ações do esporte paralímpico com o olímpico e com os clubes, que são a base de nosso esporte de alto rendimento", ressaltou Décio Brasil. "É importante unificar as agendas, fazer programas, ações e eventos em que estejam todos incluídos, para fortalecer o desenvolvimento do esporte", continuou o secretário.

Além do CBC, estiveram presentes representantes do Comitê Olímpico do Brasil - COB, Comitê Paralímpico Brasileiro - CPB, além do secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento - SNEAR, Emanuel Rêgo, e da secretária nacional da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem - ABCD, Luisa Parente, entre outros representantes da pasta. O encontro foi conduzido pelo Secretário Especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Décio Brasil, acompanhado do Secretário Especial Adjunto, Marco Aurélio Araújo.

Caçula dos comitês brasileiros, o CBC, fundado em 1990, tem como principal função trabalhar no desenvolvimento e na implementação da política de formação de atletas, por meio das entidades que mais revelam talentos esportivos: os clubes. A entidade tem papel crucial no planejamento do esporte de alto rendimento, principalmente no que diz respeito aos ciclos olímpicos e paralímpicos.

Nos últimos anos, os Campeonatos Brasileiros Interclubes das várias modalidades e faixas etárias têm crescido em todo o país. Em 2017, foram disputadas 37 competições. Em 2018, foram 53, e 2019 fechará com 100 eventos. Para 2020, o salto será ainda maior, pois estão previstos 250 campeonatos, o que reforça o processo de formação de atletas.

"Essa iniciativa da Secretaria Especial do Esporte é fundamental. Até temos algumas articulações bilaterais, mas precisávamos de uma reunião para estabelecer essas parcerias articuladas pelo ente que faz a política nacional de esporte no país", afirmou Ricardo Avellar.

Centenário Olímpico do Brasil

Também foi tema de apresentação, o projeto Centenário Olímpico do Brasil em 2020. Onde a logomarca do centenário olímpico brasileiro deverá ser o marco inicial e o norte para todas as outras ações ao longo de 2020. A ideia é que a marca do centenário possa estar presente tanto nas ações do Governo Federal quanto nos eventos do COB, do CPB, do CBC, da Confederação Brasileira do Desporto Universitário - CBDU e da Confederação Brasileira do Desporto Escolar - CBDE. Por conta disso, deverá ser formado um Grupo de Trabalho com as áreas de Comunicação dos Comitês para discutir a logomarca antes de ser enviada para aprovação da Secom. O objetivo é que a marca possa tornar-se referência ao longo do ano.



Fotos




CBC
Campinas/SP: R. Açaí, 566 - Bairro das Palmeiras - CEP: 13092-587 - (19) 3794-3750
Brasília/DF: SBN Qd.02 Bloco F, Lt. 12, Sala 1503 - Ed. Via Capital - CEP: 70040-020 - (61) 2099-2600